O crochê que a vó Maria me deixou, pela Gabri

crochet da maria

Por Gabriela C. Miola

Ela falava tanto nas coisas que deixaria pra mim. Era toda sorte de objetos. Tudo que ela achava bonito dizia que deixaria pros que ficassem. Era dúbio pra mim. Porque me fazia pensar na morte tão antes do tempo. E também pensar na posse. Era amor e morte. Era duro pensar na materialidade que transcende uma vida.

Ela se foi há 3 anos. Ficaram pra mim tantas coisas imateriais. O cheiro dos temperos secando na área de serviço. A polenta com frango saborosa. As trufas e todos os abusos de açúcar que a diabetes a proibiam, mas ela amava.

Dona Maria era alegre, rápida, inteligente.

Tínhamos muitos ataques de riso juntas. Tantas vezes.

Minha avó sempre foi forte. Paradoxal. Não pôde viver a liberdade do feminismo. Pra ela era inconcebível. E eu nunca soube explicá-lo [o feminismo], como devia.

Lembro da dificuldade em entender a interculturalidade como hoje entendemos. Dos rastros de alguns preconceitos que ela carregava. Nem por isso a amei menos. Nunca.

Por ela nos reuníamos. Havia Natal, Páscoa, aniversário e todos os encontros e brigas decorrentes deles que celebrávamos ao redor de suas tortas maravilhosas de 3 sabores e 5 camadas. Éramos só personagens barulhentos ao redor daquelas obras de arte de açúcar.

De todos os objetos que a ouvi enumerar que a mim pertenceriam, fiquei com um jogo de crochê. Há anos ele morava escondido dos meus olhos porque eu não estava pronta para lidar com a ideia de ter perdido minha vó.

Há poucos dias tive coragem de colocar uma das peças de crochê no dia a dia da minha vida. Está lá abraçando as frutas que vão me dar vitamina, água e o açúcar que ela adorava.

Cada voltinha ela teceu, cada ponto é um traço do tempo que minha vó construiu. Pura memória. A mais destilada arquitetura de afeto.

Olhar o objeto ainda me dói porque o luto é mais lento do que me disseram. E mesmo na dor ela me ensina. #crochê #vó #avuela #saudade

Anúncios

2 comentários em “O crochê que a vó Maria me deixou, pela Gabri

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s